Páginas

Seguidores

Matheus tem...

Guia Infantil

domingo, 6 de março de 2011

A primeira semana na escola e sentimentos de culpa da mamãe+bom carnaval para quem vai comemorar!

Essa foi a primeira semana de escola do Matheus.Depois de ficar de Outubro do ano passado até dia 27/2 em casa,nosso pequeno volta a escola.
Esse período todo ele ficou em casa a maior parte do tempo,devido ao surto de catapora que estava tendo no RS.
- Nas manhãs o Matheus está ficando na escola "A"Municipal.E como não tinha mais vaga,tive que colocar ele em outra escola"B"durante a tarde.Essa particular.
Na quarta-feira fomos lá levar a documentação e fazer a entrevista para que o Matheus pudesse começar a fazer a adaptação essa semana enquanto ainda o Papai está de férias,na escola "B".
O papai é quem vai levar e buscar ele nas duas escolas.
Devido aos meus horários não tem como eu levar e nem buscar.Meu trabalho é distante daqui da cidade e só tem transporte no final do expediente.Só vou poder conhecer pelo menos a professora da escola "A"que ele está ficando pela manhã,na festinha do Dia das mães em Maio na escola.
Já a profe da escola "B"se um dia o papai precisar que eu busque,daí depois que eu chegar vou pegá-lo na escola.Daí terei a oportunidade de conhecer a profe Tati.
Semana passada que fui parar para pensar nisso.
Como dói você ficar meio que de fora das coisas,né?!
As vezes me pego chorando de saudades do Matheus,me lembrando de que não sei como é que ele está se saindo na escola.
Sim porque as pessoas te falarem o que acontece é uma coisa,agora você estar junto participando é outra bem diferente.
Me pego pensando e até me culpando,porque o marido não me mandou procurar emprego.
Fui eu que sempre quis viver essa experiência de trabalhar sendo mãe.
Daí para não me sentir tão distante,no caderno de comunicação,que vai e volta todo dia dentro da mochila,resolvi explicar a professora a minha situação para que ela pudesse me compreender e assim responder as coisas que vou perguntar ao longo dos dias.
Eu escrevi assim:
"Querida Profe:
Olá!
Gostaria de desejar um ótimo ano letivo para você,para sua ajudante(tia) e para toda a turminha de coleguinhas do Matheus.
Esse ano algo de novo aqui em casa aconteceu.
Eu comecei a trabalhar.
Então,provavelmente só nos conheceremos pessoalmente na festinha do Dia das Mães.
Será o Papai que vai levar e buscar o pequeno na escola.
Mesmo,estando longe eu não quero ficar sem participar da vida do Matheus,das coisas que acontecem com ele na escola...
Esse caderno,será um grande meio de comunicação entre nós duas.
Se tu quiser,também podemos nos comunicar pela internet,email,orkut,facebook o que você preferir.
Profe o Matheus está desde Outubro de 2010 sem ir à escola.
Para ele tudo vai ser novo,diferente.
Ao sair daí ao meio-dia,a tarde ele vai para outra escola,onde a rotina será diferente.
Por isso,peço toda a paciência que você puder dar a meu filho!
Ah!Não poderia deixar de dizer que o Matheus tem rinite.Ele não pode comer maçã,nem pera por causa da sensibilidade ao agrotóxico.
Se você puder mandar a rotina colada no caderno para sabermos o que fazem a cada dia,e o dia do brinquedo,eu agradeço"
                                                                                           Um beijo,Mamãe do Matheus

Para minha surpresa o papai me contou que a profe Cris da Escola "A" foi mostrar o caderno do Matheus a diretora da escola e falou que hoje são raras as mães que são preocupadas com os filhos.Em sua maioria hoje elas não estão nem aí se o filho vai ter que ficar longe delas o dia todo e tal.
Hoje as mães não querem abrir mão da "sua carreira" para ficar em casa cuidando dos filhos.Muitas até são radicais e deixam seus filhos com as avós e pegam só no final de semana.
Pessoal me refiro aqui daquelas criaturas que se dizem mãe mas só pariram os filhos para ficarem soltos pelo mundo,para serem criados pelos outros.
Há casos e casos...
Sei que essa experiência está sendo bem difícil devido a minha separação do pequeno,mas com certeza eu vou valorizar mais isso e vou amadurecer mais.
Na quinta-feira foi o primeiro dia do Matheus na escola nova a tarde.(Escola "B")
Graças a Deus tudo ocorreu bem.E ele se adaptou super bem!
Lá a professora dele se chama Tati.
Senti que a equipe da escola é muito receptiva,carinhosa...a dona da escola é super querida.E o Matheus de cara quando fomos conhecer a escola foi com uma profe para brincar no pula pula.
Isso me deixa um pouco mais tranquila.De saber que meu filho está ficando num lugar bom que está sendo bem cuidado.
Daí hoje lendo as atualizações dos blogs,vi esse post interessante lá no blog da Pri(blog de Mãe & Filha).
Convido a vocês que dêem uma passadinha lá no blog da Pri nesse link(sublinhado) para ver o post"Você abandonaria seus filhos para ser feliz sozinha?".

Encerro esse post com esse lindo poema que achei no "tio google":

"Mãe:


Que ao dar a benção da vida,
entregou a sua...

Que ao lutar por seus filhos,
esqueceu-se de si mesma...
Que ao desejar o sucesso deles, abandonou seus anseios...
Que ao vibrar com suas vitórias, esqueceu seu próprio mérito...
Que ao receber injustiças, respondeu com seu amor...E que, ao relembrar o passado, só tem um pedido: DEUS, PROTEJA MEUS FILHOS, POR TODA A VIDA!"


                                                                                                                    (Autor Desconhecido)

Para quem gosta de pular,dançar se divertir no carnaval...
Boa diversão!

Bom feriadão e um lindo começo de semana curtinha para todas nós!
                                                               Um grande beijo!

7 comentários:

Geovana Centeno disse...

oi querida nossa adorei o que tu escreveu pra prof. concordo muito contigo, hoje em dia as mamaes se é que pode chamar essas criaturas de mamaes preferem as suas carreiras do que os filhos, falo naqueles tipos não na mamae que trabalha que sai de casa pensando no filho e durante o trabalho chora de saudades, chega cansada em casa e ainda vai dar atençao ao filhote essa merece "parabens"...sabe que eu fui ver uma escolinha pra mariana e a propria dona da escola me disse que tem um aluno la com 3 aninhos apenas, que só ve a mamae no domingo e só dorme em casa, pois ela pega ele as 11 da noite, diz que paga 600 reais, tem cabimento isso, da uma peninha...
Mas graças a Deus ainda tem muita mae com "M" maisculo...beijocas no Matheus e em vc, otimo carnaval, vou levar os fillhotes amanha hehehe.

Nathália disse...

Danny querida!! Esse é o problema, eu, por enquanto, desisti da minha carreira profissional, justamente porque sinto que esse é o momento em que ela(Ana Beatriz)mais sprecisa de mim! Estou precisando trabalhar(por motivos pessoas e tbm financeiros) Mas eu não tive coragem de deixar minha pequena com ninguem, pois ela esta numa fase TERRIVEL, e deixa-la com alguem que ainda não a conhece, seria d+ para meu ♥. rsrsr.. Qnd ela fizer 1 ano e 2,3,4,5,6,7... meses rsrs... eu a coloco no Centro Educacional que vi aqui, com cameras nas salas e tudo!

Achei muuito legal vc ter escrito para prof. tbm. Parabéns...

Bjks... Lindo poema!!

chica disse...

Adorei tua carytinha, toda mãe mesmo...bem preocupada e atenta!

Qua bom que a professora também gostou e entendeu! beijos,lindo feriadão,chica

Flavia Guedelha disse...

Ai, Dani, não se sinta culpada por trabalhar fora e não poder ficar com o Matheus. Eu te digo isso porque minha mãe sempre trabalhou e estudou e ficávamos com minha avó, mas ela sempre foi uma mãe presente.Acho que é danoso para a criança quando a mãe não está nem aí, não dá carinho e isso, com certeza você dá para o Matheus. Eu te digo isso, mas já estou sofrendo por antecipação, volto a trabalhar em abril, moro longe do meu trabalho, terei que levar a Ana para a cidade onde trabalho pra ela ficar com minha mãe. Mas fico preocupada de expô-la a essa longa viagem. Só de escrever aqui, já me dá vontade de chorar.
Quanto ao que a professora do Matheus comentou, das mães que não estão nem aí, eu, como professora, vejo muito isso. Dou aula para alunos maiores, mas o descaso é o mesmo. Lembro de um aluno do sexto ano que teve dor de barriga, sujou a roupa toda e a escola ligou pra mãe. A mãe disse que não podia fazer nada, que não ia à escola acudir o filho. Triste, né?!
Uma pergunta, por que o Matheus estuda em duas escolas?
Desculpa o comentário enorme, mas é que seu post me inspirou...rs
Beijocas

soninha disse...

Amiga,não sei se vale a pena ficar tão distante do teu filho.Nunca fiquei,graças a Deus.Sempre trabalhei aqui mesmo na cidade,assim pude levá-los à escola,(um só turno),ajudá-los nas tarefas e acompanhar o cresimento de todos.Hoje,sou avó(três netas e um neto)quase bisavó,pois a neta mais velha tem 22 anos,já advogada e quase noiva, e vejo que as coisas mudaram tanto....Pensa um tiquinho....!!!bjinhos e muita luz na vida de vocês.

soninha disse...

onde cresimento...leia-se crescimento!

Priscila Sant'Anna: disse...

Muito bacana tua interação com a prof, mesmo à distância, Day.
É isso aí.
Quando a gente quer participar não tem nada que impeça, nem mesmo o fato de estar trabalhando o dia todo, longe do filhote.

Amiga, tô curiosa para amanhã.
heheheehehe
Quero só ver!

Beijos
Pri e Bia